Mato Grosso do Sul, Três Lagoas, Informações | Fale Conosco |

FOLHA ESPORTIVA
   
Atletismo
Basquete
Concursos
EstadualMS
Fotos Vitor Rafael
Futebol
FutSal
Geral
Lutas
Misto
Natação
PLA! e Bola!
Reflexão
Velocidade
Volei
Xadrez

 

Fundesporte e os critérios

Parece que a coisa pode ser boa, mas para isso vai ter qu. . .

 

Clubes de Futebol Amador e a FFMS

Recentemente apareceu em Três Lagoas o eterno pres. . .

 

Artistas da cidade... formados na prática

No último mês, finalmente apareceu essa tu. . .

 

Dayane Muniz corre por fora, mas está mais dentro que nunca!


A Assistente de futeb. . .

 

Querendo trabalhar pode vir para Três Lagoas


Assim está a cidade que é a verdadeira "Dubai" do Brasil, conf. . .
 
: : Volei
em 18/07/2014
Brasil é superado pelo Irã por 3 sets a 1
 

 

A seleção brasileira masculina de vôlei já entrou em quadra classificada para a semifinal. E, nesta sexta-feira (18.07), mesmo depois de ser superada pelo Irã por 3 sets a 1 (21/25, 19/25, 25/23 e 26/28), em 1h56, no Nelson Mandela Forum, em Florença (ITA), está garantida na rodada deste sábado (19.07), quando acontecerão as disputas pela final. Com o resultado, o Brasil classificou em segundo do Grupo H e aguarda pelo adversário da próxima fase – Itália ou Estados Unidos. Com a vitória, o Irã também está na semifinal e a Rússia, outra seleção da chave, está eliminada.

Um dos destaques da seleção brasileira nesta sexta ficou por conta do ponteiro Lucarelli. Maior pontuador do time verde e amarelo, o atacante pontuou 17 vezes. “Queríamos evitar os erros desde o início do campeonato, já que isso estava fazendo com que perdêssemos muitos jogos. Hoje, isso voltou a acontecer e prejudicou bastante a nossa equipe. Não conseguimos manter um voleibol de alto nível, mas temos que concentrar para a semifinal de amanhã. Vamos estudar bastante e ir com tudo para esse jogo”, destacou Lucarelli.

O Brasil começou a partida com duas alterações na equipe que vem atuando como titular. O ponteiro Lucas Lóh, de 23 anos, entrou no lugar de Murilo e, o central Éder ocupou a vaga de Sidão. Após o jogo, Éder destacou a importância do time brasileiro estar bem no confronto deste sábado.

“Nossa principal preocupação era chegar bem amanhã, mas é claro que queríamos vencer. Erramos bastante hoje e isso fez com que o grupo perdesse a cabeça em alguns momentos. Precisamos pegar a parte boa, que fizemos bem, para chegar com força no jogo de amanhã e buscar a vaga na final”, disse Éder.

O técnico Bernardinho explicou o motivo das alterações desde o início da partida. “Temos dois jogadores importantes que nos preocupavam em função do desgaste, da idade e que precisavam ser poupados, que são o Sidão e o Murilo. Agora, nós estamos com todos os jogadores preparados, prontos e a reação tem que ser boa amanhã. Estamos entre os quatro e vai ser difícil, seja contra a Itália ou Estados Unidos”, garantiu Bernardinho.

O time brasileiro é campeão da Liga nove vezes e, com isso, o maior vencedor da competição. A Itália está logo atrás com oito conquistas.

O jogo

O Brasil começou com duas alterações em relação ao primeiro jogo da Fase Final: Éder no lugar de Sidão e Lucas Lóh no de Murilo. No primeiro ponto do jovem ponteiro, a equipe verde e amarela fez 3/2. Com dois pontos consecutivos de saque de Lucão, o placar foi para três de vantagem: 8/5. O time iraniano, então, reagiu e passou a frente em 15/14. Depois de bom saque do levantador Raphael, o Irã errou e o Brasil voltou a assumir o comando do marcador: 17/16. A reta final do set voltou a ser equilibrada, com os iranianos na frente em 21/20. Contando com erros do Brasil, o adversário esteve em boa vantagem em 24/20. No final, vitória do Irã por 25/21.

O segundo set começou equilibrado. No ace de Wallace, o Brasil fez 7/6. Mas o Irã buscou e passou a frente, colocando três de vantagem: 12/9. No ponto de ataque do levantador, a seleção iraniana fez 16/13. A seleção brasileira mexeu, fez a inversão com os levantadores e opostos, com Vissotto e Raphael em quadra, mas o Irã manteve o ritmo e a vantagem (21/18). Quando o adversário chegou a 23/19, Bernardinho pediu tempo. Mas a equipe do Irã seguiu melhor e, embalada pela torcida, fechou em 25/19.

No começo do terceiro set, com ponto de saque de Éder, o Brasil fez 3/2. A equipe verde e amarela seguiu no comando do placar (7/6) e (9/8). Com Lucarelli, o time de Bernardinho colocou três de vantagem: 14/11. Neste momento, o Irã pediu tempo. O Brasil continuou melhor e no bloqueio de Lucas Loh marcou 18/15. O jogo apertou e o Irã encostou em 20/19. Com ace de Bruninho, o placar foi para 23/19. O time verde e amarelo manteve a dianteira e fechou em 25/23.

A seleção brasileira começou o quarto set com Raphael e Vissotto e abriu o placar com bloqueio de Lucarelli. O time adversário manteve um jogo equilibrado, mas, no bloqueio, o Brasil colocou dois de vantagem (5/3). O Irã chegou ao ponto de empate em 7/7. A equipe brasileira voltou a pontuar bem e fez 12/9. A diferença esteve em três pontos quando, com Vissotto, o Brasil fez 17/14. Mas, os iranianos não desistiram do jogo e empataram em 19/19. Na sequência, passaram a frente: 21/20. O final do set foi equilibrado (22/22). Quando o placar esteve igual em 24/24, o Irã pediu tempo. O jogo seguiu bem disputado. No final, vitória do Irã por 28/26.



Por:
FABIO MAICK

| Compartilhe

 

 

Gostou ? Então comente. Seu comentário será moderado.
 
E-mail:
Nome:
Comentário:
 

 

 

 
     
www.folhaesportiva.com.br
Todos os direitos reservados