Mato Grosso do Sul, Três Lagoas, Informações | Fale Conosco |

FOLHA ESPORTIVA
   
Atletismo
Basquete
Concursos
EstadualMS
Fotos Vitor Rafael
Futebol
FutSal
Geral
Lutas
Misto
Natação
PLA! e Bola!
Reflexão
Velocidade
Volei
Xadrez

 

Fundesporte e os critérios

Parece que a coisa pode ser boa, mas para isso vai ter qu. . .

 

Clubes de Futebol Amador e a FFMS

Recentemente apareceu em Três Lagoas o eterno pres. . .

 

Artistas da cidade... formados na prática

No último mês, finalmente apareceu essa tu. . .

 

Dayane Muniz corre por fora, mas está mais dentro que nunca!


A Assistente de futeb. . .

 

Querendo trabalhar pode vir para Três Lagoas


Assim está a cidade que é a verdadeira "Dubai" do Brasil, conf. . .
 
: : Basquete
em 25/03/2016
Clínica de Basquete reúne 140 profissionais e acadêmicos
 
 

A Clínica de Alto Rendimento de Basquetebol promovida pela Fundesporte em parceria com a Federação de Basketball de Mato Grosso do Sul e Confederação Brasileira de Basquete está qualificando 140 profissionais e acadêmicos de Educação Física. A oportunidade de capacitação e o fato de ser ministrada por técnico de seleção e medalhista olímpico atraíram o público para 20h de aulas teóricas e práticas, no Sesc Camillo Boni.

Estudantes que recém iniciaram o curso e profissionais experientes se uniram para aprender e trocar experiências com Antonio Carlos Barbosa, técnico da seleção feminina olímpica de basquete do Brasil. Dono de um dos currículos mais vencedores do esporte nacional, Barbosa está na Cidade Morena para compartilhar e incentivar professores, técnicos, árbitros e estudantes.

“Todos que podem colaborar com o desenvolvimento do esporte em uma cidade tem que fazer. Quero dividir meu conhecimento, mostrar como é o trabalho numa seleção ou numa equipe de alto nível, incentivar e ajudar a melhorar o conhecimento dos profissionais”, disse Barbosa.

O ministrante é ex-jogador de basquete e comanda a seleção feminina da modalidade pela terceira vez. Em mais de 20 anos, acumula 428 jogos internacionais e 318 vitórias à frente da seleção. Na trajetória, conquistou quatro medalhas Panamericanas, uma Olímpica, nove títulos Sulamericanos adulto, um Juvenil e um Cadete. Esses atributos atraíram o público.

“A capacitação é sempre importante para o crescimento profissional de professores e atletas. O Barbosa é um ícone do basquete brasileiro, ainda mais feminino que é a minha área de atuação”, disse Maurício Aguiar, técnico de basquete há 40 anos. O mesmo pensamento é compartilhado pelo acadêmico Augusto. “É uma oportunidade única, ainda mais com um profissional de ponta, com um técnico de seleção. Vai me ajudar a conhecer melhor o esporte e no futuro a formar meus alunos”, disse.

Os participantes ainda ressaltaram a importância da Fundesporte investir em qualificação. “É excelente. porque a capacitação é essencial. Um curso como esse é muito caro para pagarmos e quando ele vem até a gente o custo é menor e a participação bem maior”, disse Maurício. O colega professor Leandro Borges Chaves, concordou. “É uma grande oportunidade de participar e aprender. Podemos nos renovar com um grande nome do esporte”. O estudante Augusto completou. “O Estado estava carente de eventos como esse, ainda mais gratuito. A Fundesporte está de parabéns”.

A clínica de basquete é apenas um dos 18 cursos programados pela Unidade Pedagógica e de Formação (UPF) da Fundesporte. “Um de nossos principais desafios e prioridades é levar qualificação profissional a todo Mato Grosso do Sul. Nós dividimos o Estado em nove microrregiões e todas irão receber pelo menos um curso. Queremos trazer mais técnicos de seleção olímpica e paralímpica para ministrarem clínicas em nosso Estado. Isso só está sendo possível graças às parcerias com federações e confederações esportivas”, explicou o gerente da UPF, Domingos Sávio.

O presidente da Federação de Basketball de Mato Grosso do Sul também ressaltou a necessidade do esforço conjunto de entidades esportivas e governo. “É de extrema importância essa parceria que temos com a Fundesporte. Sem apoio não conseguiríamos realizar todas as nossas atividades e nem seria possível trazer um técnico como o Barbosa para passar conhecimentos aos nossos técnicos e professores. Espero que todos suguem ao máximo as informações que ele tem a passar”, disse Eduardo Marques.

A abertura da clínica foi na noite de ontem (17), no Sesc Camillo Boni. As aulas continuam durante toda a sexta-feira, até às 21h30, e terminam no fim da manhã de domingo. Participam acadêmicos, profissionais da Educação Física, técnicos e árbitros de basquete da Capital e de cidades do interior como Dourados, Laguna Carapã, Naviraí, Ponta Porã e Três Lagoas.

fonte: fundesporte
OMarvado.com


Por:
PedrinhoFE

| Compartilhe

 

 

Gostou ? Então comente. Seu comentário será moderado.
 
E-mail:
Nome:
Comentário:
 

 

 

 
     
www.folhaesportiva.com.br
Todos os direitos reservados